10 de novembro de 2015

Semipresidencialismo brasiliano

O presidente poderia ser eleito por votação direta e o chanceler eleito pelo parlamento. O presidente seria o chefe de estado (responsável pelas relações internacionais e pelo comando das forças armadas), e o chanceler, chefe de governo.

A vantagem do parlamentarismo é que atenua o problema do financiamento das campanhas eleitorais, desatando parte do comprometimento escuso que fazem os chefes do executivo com aqueles que fazem doações eleitorais. Outra vantagem é que o chanceler deteria maioria no parlamento, facilitando as reformas e minorando a política de trocas espúrias entre executivo e legislativo.

Nenhum comentário: