12 de setembro de 2016

Como é empreender no Brasil

Por Rafael Rosset (com adaptações).

Você vai gastar em média 2.600 horas por ano apenas para recolher os impostos, que vão incidir sobre o seu investimento antes que você tenha qualquer lucro.

Em média, 40% do seu investimento vai para o governo. E, claro, ocasionalmente seus funcionários vão processar você e sabe-se lá o que vai decidir o juiz do trabalho, que já presume que você é maligno e o seu funcionário é um anjo.

Vai ser também constantemente fiscalizado e esporadicamente autuado por conta do descumprimento de alguma obrigação acessória que nem seus advogados tributaristas e trabalhistas sabiam que existia, mas que lhe renderá uma multa de 150%, além de juros de 1% ao mês e correção monetária.

Depois de 3 anos, há 80% de chance de você estar falido, e com sua casa, carro e o que quer que tenha sobrado de seu capital inicial ameaçado por execuções fiscais e trabalhistas.

Mas o pior ainda está por vir.

Em vez de ser visto como alguém que gera riqueza para todos, dá empregos e sustenta o país, você será tratado como criminoso pela sociedade e pelo governo e será culpado por tudo o que der errado no país.

Nenhum comentário: